Arquivo da tag: ódio

ad infinitum

ele despertou novamente, depois de alguns dias sem que a vida ali se manifestasse, uma melodia e o estopim de tantos sentimentos [de]compostos, [des]compassados e [des]ritmados. a leitura de uma carta quase tão antiga quanto tudo aquilo que [re]vivia, e … Continuar lendo

Publicado em caos, noite fria | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

naked

há que se ter cuidado, pois aqui não existe fraqueza ou fragilidade. aqui há força e coragem, mesmo que entre escombros e recantos obscuros a docilidade que ali habita haverá de se converter em fúria e raiva, em questão de … Continuar lendo

Publicado em caos, deus, espírito, feelings, história, lembranças, limites, noite fria | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário