Arquivo da categoria: pequenos contos afáveis

regressus ad infinitum

ele já não era mais um vulto de si mesmo e continuava a seguir viagem naquele vagão, mesmo não sabendo para aonde aquele trem seguia, mas ele não estava preocupado com isso, pelo menos não naquele momento. sentado ali, olhando … Continuar lendo

Publicado em amor, paz, pequenos contos afáveis, sentimentos, tempos, Uncategorized | Marcado com , , , | Deixe um comentário

uma nota de (des)amor

só por hoje ele gostaria que àquela segunda-feira jamais tivesse existido, pelo menos em sua memória, pois foi lá que ela apareceu e desde então vem se escondendo sorrateiramente em seu peito, dando voltas em seu pensamento. porém, o que … Continuar lendo

Publicado em amor, feelings, pequenos contos afáveis, sentimentos | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

visitante passageira

ele carrega uma tristeza passageira consigo, que por vezes lhe cansa o corpo e lhe pesa a cabeça, transbordando em lágrimas que lhe cobrem a face. nada que consiga explicar o que lhe causa tamanha angústia, mesmo porque há coisas … Continuar lendo

Publicado em caos, pequenos contos afáveis, sentimentos | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

no último banco de um vagão

estava ali, sentado no último banco de um vagão que me levava para um destino do qual eu desconhecia completamente. não comprei o bilhete de embarque, mas havia embarcado, sabe-se lá deus como, haviam muitas pessoas, completos desconhecidos a circular … Continuar lendo

Publicado em história, limites, pequenos contos afáveis | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário