pequeno conto erótico

o frisson, a língua dele nas costas dela a passear, fez-se a volúpia do desejo, que já saciado reacendeu novamente na calada da madrugada, para se consumirem no reencontro do encaixe perfeito de seus corpos, e assim restabelecer a contemplação do êxtase.

o balé mudo de movimentos, em completa harmonia, que os conduziu ao ato da entrega do mais puro prazer, alcançando o estado de paz profunda, para enfim adormecerem lado a lado… 

Anúncios

Sobre janatineo

aprendendo e descobrindo (sempre) a ser...
Esse post foi publicado em conto erótico, feelings, poema erótico e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s