Arquivo do mês: fevereiro 2012

no último banco de um vagão

estava ali, sentado no último banco de um vagão que me levava para um destino do qual eu desconhecia completamente. não comprei o bilhete de embarque, mas havia embarcado, sabe-se lá deus como, haviam muitas pessoas, completos desconhecidos a circular … Continuar lendo

Publicado em história, limites, pequenos contos afáveis | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário